Bitso busca expandir sua presença na América Latina com Ripple

  •  
Bitso busca expandir sua presença na América Latina com Ripple (Foto: Pexels) Bitso busca expandir sua presença na América Latina com Ripple

No último dia 14, a Bitso divulgou que concluiu uma rodada de financiamento para continuar sua expansão. Com a participação da Ripple, Jump Capital e Coinbase, e dos atuais investidores Digital Currency Group e Pantera Capital, esta nova rodada apoiará a expansão da empresa para a América Latina.

"Acreditamos verdadeiramente que a tecnologia tem o poder de mudar vidas em todo o mundo, especialmente na América Latina. A região está pronta para a ruptura e queremos ser aqueles a fazer isso, avançando radicalmente a inclusão financeira para todos ", disse Daniel Vogel, co-fundador e CEO da Bitso.

Essas novas parcerias serão fundamentais para permitir que a Bitso abrace sua próxima fase de crescimento. Em apenas cinco anos, a Bitso conquistou o mercado mexicano com mais de 750.000 usuários e agora busca expandir sua presença em novos territórios, incluindo Argentina e Brasil, aproveitando seu histórico para atrair novos clientes para a plataforma.

"A Bitso é uma parceira de infraestrutura essencial para a Ripple, fornecendo liquidez para pagamentos no México. A equipe construiu produtos reais e acumulou uma enorme base de clientes no México, e estamos ansiosos para fazer parceria com eles neste próximo estágio de crescimento na América Latina", disse Asheesh Birla, vice-presidente sênior de Produtos da Ripple.

"Acreditamos que os gateways de moeda fiduciária para criptomoedas em conformidade com os regulamentos são um elemento essencial para que os ativos digitais se tornem uma nova via global de transferência de dinheiro", disse Peter Johnson, diretor da Jump Capital. "Bitso se estabeleceu como um líder claro na América Latina, e estamos entusiasmados em fazer parceria com eles à medida que expandem suas ofertas e casos de uso".

A nova rodada de financiamento ocorre em um momento importante da história da Bitso, dois meses após a empresa se tornar a primeira corretora DLT (Digital Ledger Technology) licenciada da América Latina e mover suas operações para Gibraltar em busca de uma estrutura regulatória que ofereça maior proteção e segurança para seus clientes.

(Redação – Investimentos e Notícias)