BRZ é a criptomoeda brasileira mais negociada no país

  •  
BRZ é a criptomoeda brasileira mais negociada no país (Foto: Pexels) BRZ é a criptomoeda brasileira mais negociada no país

O BRZ é a criptomoeda brasileira mais negociada do país, segundo dados de agosto de 2019 a fevereiro de 2020 reportados pelas exchanges - bolsas de compra e venda de criptoativos - à Receita Federal. O volume de negociação do BRZ totalizou aproximadamente 93 milhões de dólares no período. O ativo é a segunda stablecoin mais negociada no país, só perdendo para o Tether (USDT), pareado ao dólar, e a quinta criptomoeda com maior volume de operação, à frente da Litecoin (LTC) e do Ether (ETH). 

"O BRZ foi criado com a ideia de ser o primeiro ativo digital lastreado em uma moeda de um país emergente, nesse caso o real brasileiro. Nossa visão está em linha com o movimento internacional de países, como a China, que entenderam a importância de ter moedas nacionais refletidas, de certa forma, na blockchain. A digitalização da economia é inevitável”, afirma Thiago Cesar, CEO da Transfero Swiss.

O mês de dezembro de 2019 foi o que teve maior volume de negociação de BRZ, cerca de 30 milhões de dólares. Os principais negociadores de BRZ são pessoas físicas e jurídicas que operam entre diversas corretoras no mercado de criptomoedas. A maior parte dos detentores - cerca de 90% - são de investidores brasileiros. 

(Redação – Investimentos e Notícias)