Preço do BTC fica na zona dos US$ 5.000

  •  
Preço do BTC fica na zona dos US$ 5.000 (Foto: Pexels) Preço do BTC fica na zona dos US$ 5.000

No início do mês de fevereiro, a ação do preço fez com que o Bitcoin ganhasse mais de 50%, com os preços se consolidando acima de US$ 5.000 durante quase todo o mês de abril. Apesar do recente momento de alta, muitos traders estão esperando que o mercado encontre resistência significativa perto dessa área de US$ 6.000, que compreendeu uma importante zona de suporte durante outubro de 2017, bem como durante todo o terceiro trimestre de 2018.

Segundo dados do Portal News Bitcoin, até o momento, o BTC tem uma capitalização de mercado de US$ 93,63 bilhões e um volume negociado de US$ 14,13 bilhões em 24 horas. O BTC está sendo negociado por aproximadamente US$ 5.300.

BCH e BNB obtêm fortes ganhos em relação à BTC

O Bitcoin Cash (BCH) ganhou 160% desde o início de fevereiro, subindo de aproximadamente US$ 110 para US$ 290. O BCH ganhou mais de 100% durante a semana de 1º de abril, impulsionado pelo volume recorde de comércio.

Quando medido contra o BTC, o BCH subiu aproximadamente 70% em menos de três meses após a recuperação de quase 0,0325 BTC para estabelecer resistência em 0,0680. O BCH atualmente compreende o quarto maior ativo de criptografia com uma capitalização de US$ 5,13 bilhões e um volume diário de US$ 1,33 bilhão. O BCH está atualmente testando suporte no nível de suporte principal de 0,055 BTC.

Dos principais ativos de criptografia por valor de mercado, a moeda binance (BNB) produziu o desempenho mais forte. O BNB subiu 250% desde fevereiro e atualmente está sendo negociado por cerca de US$ 24,50 após ter testado alta resistência de todos os tempos em US$ 26 em 20 de abril.

Quando medido contra o BTC, o BNB ganhou aproximadamente 130% desde fevereiro, tendo subido para recordes nas últimas oito semanas. O BNB está negociando atualmente por 0,0046 BTC depois de registrar um recorde de 0,0048 BTC na semana passada. O BNB é o sétimo maior ativo criptografado por capitalização, com US$ 3,37 bilhões, e um volume de negócios de 24 horas, de US$ 253,69 milhões.

ETH e XRP contra BTC

Apesar de ter registrado ganhos em relação ao dólar americano nas últimas semanas, o segundo e o terceiro maiores ativos de criptografia caíram contra o BTC. Depois de ganhar 32% de 0,03 BTC no início de fevereiro, ethereum (ETH), desde então, devolveu a maioria dos seus ganhos durante as últimas nove semanas, sendo negociado atualmente por 0,032 BTC.

Apesar de cair contra a BTC, a ETH ganhou 65% sobre o USD em quase três meses, subindo de aproximadamente US$ 105 para atualmente ser negociada por cerca de US$ 170. A ETH é a segunda maior criptomoeda, com uma capitalização de US$ 18 bilhões e um volume de 24 horas de quase US$ 6,17 bilhões.

O XRP perdeu aproximadamente 30% contra o BTC desde o início do ano, caindo de cerca de 90.000 satoshis para atualmente ser comercializado por cerca de 61.400 satoshis.

O movimento coincidiu com vários meses de ação de preço lateral contra o USD, com o XRP atualmente sendo negociado por US$ 0,33. O XRP é o terceiro maior ativo de criptografia com um valor de mercado de US$ 13,67 bilhões e um volume de negócios de US$ 1,1 bilhão em 24 horas.

LTC retrata depois de vários meses de ação otimista

Após vários meses de ganhos impressionantes, o litecoin (LTC) registrou duas semanas de retração após um teste de resistência de US $ 100.

Apesar de ter perdido cerca de 23% em cerca de duas semanas, o LTC subiu 130% desde o início de fevereiro, sendo negociado atualmente por US$ 77. Quando medido contra o BTC, o LTC ganhou 50% em menos de três meses para ser negociado atualmente por 0,0145 BTC, apesar de cair quase 25% em duas semanas.

A LTC é atualmente a sexta maior criptomoeda, com uma capitalização de US$ 4,67 bilhões e um volume diário de US$ 2,94 bilhões.

(Redação – Investimentos e Notícias)