Banco BMG encerra oferta pública de distribuição primária

  •  
Banco BMG encerra oferta pública de distribuição primária (Foto: Divulgação) Banco BMG encerra oferta pública de distribuição primária

O Banco BMG anunciou o encerramento da oferta pública de distribuição primária e secundária de 119.940.032 ações preferenciais, nominativas, escriturais e sem valor nominal, livres e desembaraçadas de quaisquer ônus ou gravames, a serem emitidas pelo Banco e/ou que sejam de emissão do Banco e de titularidade do Acionista Vendedor (“Ações”), realizada no Brasil, em mercado de balcão não organizado, com garantia firme de liquidação e esforços de colocação das Ações no exterior (“Oferta”), todas liquidadas por meio da entrega de certificados de depósito de valores mobiliários (“Units”), cada Unit composta por uma Ação de titularidade do Acionista Vendedor e três recibos de subscrição decorrentes do aumento de capital do Banco no contexto da Oferta Primária, recibos estes que deram direito ao recebimento de uma Ação cada um (“Recibo de Subscrição”), ao preço de R$11,60 por ação (“Preço por Ação”), perfazendo o montante total de R$1.391.304.371,20.

A Oferta consistiu na distribuição pública primária de 103.448.277 novas ações preferenciais de emissão do Banco (“Oferta Primária” e “Ações da Oferta Primária”); e secundária de 16.491.755 ações preferenciais de emissão do Banco e de titularidade do Acionista Vendedor (“Oferta Secundária” e “Ações da Oferta Secundária”, sendo que Ações da Oferta Secundária, em conjunto com Ações da Oferta Primária, serão denominadas “Ações da Oferta Base”), realizada na República Federativa do Brasil (“Brasil”), em mercado de balcão não organizado, em conformidade com a Instrução CVM 400, com o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para Estruturação, Coordenação e Distribuição de Ofertas Públicas de Valores Mobiliários e Ofertas Públicas de Aquisição de Valores Mobiliários, atualmente vigente (“Código ANBIMA”), e demais normativos aplicáveis, sob a coordenação dos Coordenadores da Oferta, com a participação de determinadas instituições consorciadas autorizadas a operar no mercado de capitais brasileiro, credenciadas junto à B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (“B3”) e convidadas a participar da Oferta para efetuar, exclusivamente, esforços de colocação das Ações junto a Investidores Não Institucionais (“Instituições Consorciadas” e, em conjunto com os Coordenadores da Oferta, “Instituições Participantes da Oferta”).

(Redação – Investimentos e Notícias)