Bradesco firma acordo com J.P. Morgan no Private Banking

  •  
Bradesco firma acordo com J.P. Morgan no Private Banking Foto: Divulgação Bradesco firma acordo com J.P. Morgan no Private Banking

O Banco Bradesco S.A. comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral que firmou com o Banco J.P. Morgan S.A. um acordo de esforços conjuntos para viabilizar a potencial transferência na prestação de serviços locais aos clientes de Private Banking do J.P. Morgan que optarem por migrar para o Bradesco.

O J.P. Morgan continuará servindo seus clientes brasileiros como um Banco Global com a mesma qualidade de sempre, disponibilizando uma plataforma de produtos e serviços no exterior que somente um dos maiores bancos globais tem a oferecer.

O acordo de indicação (referral) celebrado com o Bradesco está alinhado com o objetivo do J.P. Morgan de garantir a seus clientes a continuidade e excelência dos serviços atualmente prestados.

O Bradesco possui uma ampla e sólida plataforma local de Private Banking, sendo o 2o maior player nesse segmento no País segundo a ANBIMA – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, com mais de R$300 bilhões de ativos sob gestão, acima de 15 mil clientes e cerca de 450 funcionários dedicados.

Os clientes que optarem pela migração para o Bradesco Private Bank terão acesso a uma ampla gama de produtos e serviços, incluindo orientação sucessória e cambial, assessoria em ativos não financeiros e operações estruturadas. Esse vasto portfólio, combinado à expertise, performance e solidez são credenciais que evidenciam a capacidade do Bradesco para atuar na prestação desses serviços aos atuais clientes do J.P. Morgan em suas necessidades locais.

O Bradesco possui forte capacidade local de gestão de estratégias de investimento e relacionamento, permitindo atender às necessidades dos clientes mais exigentes de forma completa.

O Bradesco atuará para permitir uma transição organizada em benefício dos clientes. As instituições atuarão em conjunto para comunicar o processo de transferência aos clientes, esclarecer eventuais dúvidas e obter as aprovações necessárias daqueles que optarem pela migração de seus portfólios para o Bradesco, destacando que o acordo aqui mencionado não prevê transferência de participação acionária entre o Bradesco e o J.P. Morgan.

(Redação - Investimentos e Notícias)