Receita operacional líquida da Irani cresce no 1T20

A receita operacional líquida da Irani Papel e Embalagem foi de R$ 236.323 mil no primeiro trimestre de 2020, crescimento de 17% quando comparado à do 1T19 e de 1,4% quando comparado ao 4T19, refletindo principalmente o aumento no volume de vendas nos segmentos Papel para Embalagens e Embalagem de Papelão Ondulado, quando comparado ao 1T19, e à melhor performance do mercado externo em função da valorização do Dólar e Euro em relação ao Real.

AES Tietê anuncia lucro líquido de R$ 75,3 mi no 1T20

A receita operacional líquida da AES Tietê totalizou R$ 494,4 milhões no primeiro trimestre de 2020, 1,6% superior ao resultado registrado no 1T19 (R$ 486,8 milhões).
A margem operacional líquida da AES Tietê Energia totalizou R$ 403,4 milhões no 1T20, representando um incremento de 16,1% ou R$ 56,1 milhões em comparação com o 1T19 (R$ 347,4 milhões).

Lucro líquido da Duratex alcançou R$ 50,6 mi no 1T20

A Receita Líquida da Duratex totalizou R$ 1.161,6 milhões no primeiro trimestre de 2020, crescimento de 8,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, devido principalmente à consolidação dos resultados da Cecrisa. Ressalta-se que com a consolidação e processo de captura de sinergias, o resultado da Divisão de Revestimentos Cerâmicos passou a representar 15,5% da receita líquida total da Companhia.

Lucro bruto consolidado da Alpargatas recua no 1T20

O lucro bruto consolidado da Alpargatas decresceu 12% no primeiro trimestre de 2020 (1T20) com perda de 1,8 p.p., principalmente pelo desempenho negativo de Havaianas Internacional (-9,4 p.p.). No Brasil, o lucro bruto teve queda de 8,8% comparado com o 1T19, com ligeira expansão de margem de 0,6p.p. devido principalmente aos aumentos de preços ocorridos em 2019 (advindo do programa Revenue Growth Management e nova coleção). No primeiro trimestre de 2020, oriundo do programa VIP 100%, houve a certificação e implementação de novos fornecedores de borracha (principal matéria prima da Alpargatas), portanto passamos a contar com um modelo de multi-sourcing global desse insumo, trazendo maior eficiência de custos e segurança no fornecimento.

EDP Energias anuncia lucro líquido de R$ 271,0 mi no 1T20

O EBITDA ajustado da EDP ENERGIAS DO BR, pelos efeitos não recorrentes e não caixa, foi de R$ 604,5 milhões no primeiro trimestre de 2020, redução de 7,0%. Conforme instrução CVM 527, o EBITDA ajustado pelo resultado das participações societárias foi de R$ 698,2 milhões, redução de 1,2%, decorrente do menor resultado dos projetos não consolidados.

Lucro Líquido da Telefônica alcançou R$ 1.153 mi no 1T20

A Telefônica Brasil anunciou hoje, 06, os seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2020. O EBITDA Recorrente (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) do 1T20 foi de R$ 4.431 milhões, crescimento de 1,6% em relação ao mesmo período no ano anterior, atingindo margem EBITDA de 40,9% no trimestre, aumento de 1,2 p.p. frente ao 1T19. O crescimento do EBITDA se deve às medidas efetivas e duradouras de eficiência em custos adotadas pela Companhia.

Lucro líquido da BB Seguridade alcança R$ 882,7 mi no 1T20

Nos três primeiros meses de 2020, a BB Seguridade reportou lucro líquido de R$882,7 milhões, queda de 12,9% em relação ao mesmo período do ano passado. A redução do lucro líquido foi motivada pela queda do resultado financeiro, influenciada pela redução da taxa Selic, por perdas de marcação a mercado nos títulos pré-fixados longos e pelo descasamento temporal na atualização de ativos e passivos dos planos de previdência de benefício definido. Adicionalmente, a alienação da participação acionária no IRB Brasil RE, em julho de 2019, também contribuiu para a retração do lucro líquido, considerando que no 1T19 a receita proveniente desse investimento representou quase 5% do lucro líquido da Companhia.

Assinar este feed RSS