Custo da construção paulista sobe 1,32% em junho

  •  
Custo da construção paulista sobe 1,32% em junho Foto: Divulgação

Segundo dados do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV (Fundação Getulio Vargas), o Custo Unitário Básico (CUB) da indústria da construção do Estado de São Paulo apresentou alta de 1,32% em junho de 2020, na comparação com o mês anterior. Na variação em 12 meses, o aumento acumulado foi de 2,78% e no ano, de 1,50%. 

 

O CUB é o índice oficial que reflete a variação dos custos das construtoras, utilizado na atualização financeira dos contratos de obras.

Em junho, o custo médio das construtoras com mão-de-obra foi de 2,02%, com o administrativo (salários dos engenheiros), 1,03% e a variação dos custos com material foi positivo em 0,17% no período. As variações em 12 meses foram respectivamente: 2,81%, 1,37% e 2,85%.

O CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.454,44 por metro quadrado em junho de 2020.

Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos, o CUB registrou variação positiva de 1,27% em junho, comparado ao mês de maio. No ano, a variação foi de 1,46% e, em 12 meses, somou 2,75%. O custo médio da construção paulista no mês subiu para R$ 1.348,58 por metro quadrado em maio de 2020.

Em junho, os custos médios das construtoras com administrativo (salários dos engenheiros) foi de +1,03%. A variação dos custos com mão de obra ficou em 2,04% e com material 0,17%. As variações em 12 meses foram respectivamente: 1,37%, 2,77%, e 2,85%.

Custos dos insumos

Em junho, três materiais de construção pesquisados registraram elevação acima do IGP-M (1,56%). As mais relevantes são: alimentação tipo marmitex n. 8 (+3,85%), Fio cobre antichama isol. 750 V 2,5 mm² (+3,38%) e Bloco de concreto 19x19x39cm (1,75%).

Em 12 meses, entre os materiais que mais subiram acima do IGP-M (+7,31%) no período, figuram: Concreto FCK = 25 MPa (+10,57%), Porta lisa para pintura 3,5x70x210cm (+8,70%), Fio cobre antichama isol. 750 V 2,5 mm² (+7,87%) e Bloco de concreto 19x19x39cm (7,41%).

(Redação - Investimentos e Notícias)