INPC sobe 0,26% em dezembro e fecha 2017 em 2,07%

  •  
Destaque INPC sobe 0,26% em dezembro e fecha 2017 em 2,07% Foto: Divulgação INPC sobe 0,26% em dezembro e fecha 2017 em 2,07%

De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC apresentou variação de 0,26% em dezembro e ficou 0,08 p.p acima da taxa de novembro (0,18%). Com este resultado, o acumulado em 2017 foi para 2,07%, bem menor do que os 6,58% registrados em 2016 e a menor taxa acumulada no ano desde a implantação do Plano Real. Em dezembro de 2016, o INPC registrou 0,14%.

Os produtos alimentícios tiveram alta de 0,43% em dezembro, enquanto no mês anterior registraram queda de 0,54%. O agrupamento dos não alimentícios ficou com variação de 0,19%, abaixo da taxa de 0,49% de novembro.

Quanto aos índices regionais, o mais elevado foi o de Fortaleza (0,48%), onde os alimentos registraram alta de 0,58%, acima do índice nacional (0,43%), com destaque para o frango inteiro (4,49%) e as frutas (4,38%). Belém (-0,29%) apresentou o menor índice, influenciado pela queda de 6,43% na energia elétrica.

No fechamento de 2017, o INPC acumulou 2,07% de variação, abaixo dos 6,58% de 2016 em 4,51 p.p. Esta é a menor taxa acumulada no ano desde a implantação do Plano Real. Os alimentos tiveram variação de -2,70%, enquanto os não alimentícios subiram 4,25%. Em 2016, os alimentos haviam apresentado alta de 9,15% e os não alimentícios, 5,44%.

Quanto aos índices regionais, o maior foi de Curitiba (3,24%), tendo em vista a alta de 20,93% na energia elétrica e de 20,40% no ônibus urbano. Já o índice mais baixo foi o de Belém (0,74%), onde as quedas do feijão-carioca (-46,21%) e do açúcar cristal (-35,62%) ajudaram a conter a taxa.

(Redação - Investimentos e Notícias)