Indústria de materiais de construção cresce 1,2% em 2018

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulga nesta quinta-feira, 17 de janeiro, a nova edição da pesquisa do Índice, com os dados projetados de dezembro. Como destaque da pesquisa, temos a indicação de crescimento da indústria de materiais de construção no mês de dezembro, assim como a confirmação dos dados consolidados do setor no ano de 2018.

Índice da ABRAMAT aponta resultados positivos em novembro

A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (ABRAMAT) divulgou nesta quarta-feira, 12, a edição de seu índice de novembro. Como destaque da pesquisa, temos o registro de crescimento no faturamento da indústria de materiais de construção em novembro em todas as comparações, ainda que em relação ao mês anterior a alta aferida seja mínima. Comparado a novembro/2017, o décimo primeiro mês do ano apontou resultado 0,4% superior no faturamento deflacionado. A comparação com outubro desse mesmo ano registra alta de 0,5%.

Índice da ABRAMAT aponta resultados positivos em outubro

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulga nesta terça feira, 06, a edição de seu índice de outubro. Como destaque da pesquisa, temos o registro de crescimento no faturamento da indústria de materiais de construção em outubro em todas as comparações, ainda que em relação ao mês anterior a alta aferida seja mínima. Comparado a outubro/2017, o décimo mês do ano apontou resultado 4,1% superior no faturamento deflacionado. A comparação com setembro desse mesmo ano registra alta de 0,1%.

Índice da ABRAMAT aponta crescimento do setor em agosto

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulga nesta terça feira, 10, a edição de seu índice de agosto. Como destaque da pesquisa, temos a sequência do crescimento no faturamento deflacionado do setor, com alta de 0,5% em relação a agosto de 2017 e 1,2% em relação a julho de 2018. O crescimento acumulado nos últimos 12 meses é de 1,9%, enquanto que no acumulado do ano até aqui, a alta é de 1,2%.

  • Publicado em Economia

Índice da ABRAMAT aponta crescimento do setor em julho

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulgou nesta quarta-feira, 08, a edição de seu índice de julho. Como destaques da pesquisa, o número revisado do índice de junho e a alta de 3,7% no faturamento em julho, comparado ao mesmo mês do ano anterior. Os resultados aferidos indicam manutenção da tendência de recuperação do setor no ano, mesmo considerando externalidades enfrentadas como a greve dos caminhoneiros ocorrida e o novo patamar cambial.

Índice Abramat cai 7,1% no primeiro semestre

Os números da indústria de materiais de construção apresentaram queda acentuada neste primeiro semestre de 2017. Segundo o Índice ABRAMAT – Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção – os primeiros seis meses do ano mostram decrescimento de 7,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. O mês de junho também apresentou redução de 5,4% do faturamento das vendas dos materiais de construção em relação ao mesmo mês de 2016.

Indústria de materiais de construção está mais otimista em abril, mostra ABRAMAT

Levantamento realizado pela ABRAMAT apresenta um cenário mais animador para o próximo mês em se tratando do desempenho de vendas para o mercado interno no curto prazo. De acordo com o termômetro ABRAMAT, sondagem realizada entre os associados da entidade, 25% das empresas considera que abril representará bom desempenho. Vale lembrar que a expectativa de bom desempenho para março de 2017 foi de 12,5%.

Sobe pessimismo na indústria de materiais de construção, indica ABRAMAT

O fechamento das vendas de materiais de construção em dezembro, deve ser regular, segundo o Termômetro da ABRAMAT – Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção. A sondagem também revela que o primeiro mês de 2017 deve apresentar aumento no pessimismo do empresariado, visto que o otimismo sofre redução de 22,2% em dezembro para 16,7% em janeiro de 2017.

Assinar este feed RSS