BC realiza hoje (05/04) leilão de swap e oferece até 5.850 contratos

O Banco Central (BC) anunciou que realizará nesta segunda-feira (05/04), leilão de swap tradicional para fins de rolagem do vencimento de 03/05/2021. A entidade acolherá propostas das instituições financeiras das 11h30 às 11h40. Serão ofertados até 5.850 contratos com vencimento em 01 de dezembro de 2021 e 01 de abril de 2022.

(Redação - Investimentos e Notícias)

  • Publicado em Dólar

BC realiza nesta quinta-feira (01/04) leilão de swap para rolagem de 03/05

O Banco Central (BC) anunciou que realizará nesta quinta-feira (01/04), leilão de swap tradicional para fins de rolagem do vencimento de 03/05/2021. A entidade acolherá propostas das instituições financeiras das 11h30 às 11h40. Serão ofertados até 16.000 contratos com vencimento em 01 de dezembro de 2021 e 01 de abril de 2022.

(Redação - Investimentos e Notícias)

  • Publicado em Dólar

Banco Central fixa TJLP em 4,61% a.a. para o 2º trimestre de 2021

O Banco Central (BC), em cumprimento ao disposto no art. 6º da Resolução nº 4.645, de 16 de março de 2018, divulgou que a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), de que trata o art. 2º da Lei nº 9.365, de 16 de dezembro de 1996, a vigorar no período de 1º de abril a 30 de junho de 2021, foi fixada em 4,61% a.a. No trimestre anterior a taxa foi de 4,39% a.a.

(Redação - Investimentos e Notícias)

BC vende os 16.000 contratos ofertados no leilão de swap desta quarta-feira (31)

O Banco Central (BC) anunciou que vendeu todos os 16.000 contratos ofertados no leilão de swap realizado nesta quarta-feira (31). Para o vencimento em 01 de dezembro de 2021 foram vendidos 10.000 contratos a taxa linear de 1,0690% ao ano e para o vencimento em 01 de abril de 2022 foram vendidos 6.000 contratos a taxa linear de 1,1180% ao ano.

(Redação - Investimentos e Notícias)

  • Publicado em Dólar

Dívida líquida do setor público chega a R$ 4,619,6 bilhões em fevereiro

A Dívida Líquida do Setor Público (DLSP) alcançou R$4.619,6 bilhões (61,6% do PIB) em fevereiro, elevando-se 0,2 p.p. do PIB no mês, informou nesta quarta-feira (31) o Banco Central (BC). Esse resultado refletiu, sobretudo, os impactos do déficit primário (aumento de 0,2 p.p.), dos juros nominais apropriados (aumento de 0,4 p.p.), da desvalorização cambial de 1,0% (redução de 0,2 p.p.) e do crescimento do PIB nominal (redução de 0,3 p.p.). No ano, a relação DLSP/PIB reduziu-se 1,1 p.p., evolução decorrente, em especial, da desvalorização cambial acumulada de 6,4% (redução de 1,2 p.p.), do superávit primário acumulado (redução de 0,6 p.p.), do efeito do crescimento do PIB nominal (redução de 0,4 p.p.), e dos juros nominais apropriados (aumento de 0,9 p.p.).

Assinar este feed RSS