IPCA-15 fica em 0,64% em julho, diz IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) variou 0,64% em julho, mostrando uma redução de 0,47 ponto percentual (p.p.) em relação à taxa de junho (1,11%), divulgou nesta sexta-feira (20) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa foi a maior taxa para um mês de julho desde 2004 (0,93%). A variação acumulada no ano ficou em 3,00%. No acumulado dos últimos doze meses, o índice acelerou para 4,53%, acima dos 3,68% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Já em julho de 2017, a taxa foi -0,18%.

Em maio, setor de serviços cai 3,8% frente a abril

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (13) que em maio, o volume de serviços no Brasil caiu 3,8% frente a abril (série com ajuste sazonal). Foi o resultado negativo mais intenso da série histórica iniciada em janeiro de 2011, fortemente influenciado pela greve dos caminhoneiros que ocorreu nos últimos dez dias de maio. Em relação a maio de 2017 (série sem ajuste sazonal), o volume de serviços recuou 3,8%, sua maior queda desde abril de 2017 (-5,7%). Com isso, o acumulado do ano até maio (-1,3%) mostrou recuo mais intenso do que o primeiro quadrimestre de 2018 (-0,7%).

Indústria cai em quatorze dos quinze locais pesquisados

Com a redução de 10,9% na produção industrial nacional, 14 dos 15 locais pesquisados mostraram taxas negativas de abril para maio de 2018, na série com ajuste sazonal. Esse perfil generalizado de queda reflete os efeitos da paralisação dos caminhoneiros.

IBGE prevê safra menor em junho

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta terça-feira, 10, que a sexta estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 227,9 milhões de toneladas, 5,3% inferior à obtida em 2017 (240,6 milhões de toneladas), com queda de 12,7 milhões de toneladas.

Índice de Preços ao Produtor sobe 2,33% em maio

Os preços da indústria geral variaram 2,33% em maio, acima do observado em abril (1,58%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado de maio foi o segundo maior da série iniciada em janeiro de 2014, perdendo para setembro de 2015 (2,99%). Nessa mesma comparação, 22 das 24 atividades industriais tiveram alta. Em maio de 2017, o resultado foi 0,10%. O acumulado no ano chegou a 5,96% e nos 12 meses, a 10,45%.

Taxa de desocupação é de 12,7% no trimestre

A taxa de desocupação (12,7%) no trimestre móvel de março a maio de 2018 ficou estável em relação ao trimestre de dezembro de 2017 a fevereiro de 2018 (12,6%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com o mesmo trimestre móvel do ano anterior, março a maio de 2017 (13,3%), houve queda de 0,6 ponto percentual.

Em maio, IBGE prevê safra 5,2% menor que a de 2017

A quinta estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 228,1 milhões de toneladas, 5,2% inferior à de 2017 (240,6 milhões de toneladas), redução de 12,5 milhões de toneladas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em abril, IBGE prevê safra 4,4% inferior à de 2017

A quarta estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 230,0 milhões de toneladas, 4,4% inferior à de 2017 (240,6 milhões de toneladas), uma redução de 10,6 milhões de toneladas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Assinar este feed RSS