Vendas no varejo variam -0,2% em fevereiro

Em fevereiro de 2018, o volume de vendas do comércio varejista nacional variou -0,2% frente a janeiro, na série com ajuste sazonal, após avançar 0,8% de dezembro para janeiro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, a média móvel trimestral ficou estável (0,0%). 

Vendas totais no varejo registra alta de 4% em fevereiro

O momento segue positivo para as vendas do varejo, segundo o SpendingPulse, Indicador de Varejo da Mastercard. Fevereiro registrou crescimento e apresentou um aumento de 4% nas vendas totais, excluindo as vendas de automóveis e materiais de construção, quando comparado ao mesmo período de 2017.

CNC estima que varejo terá a melhor Páscoa dos últimos anos

O varejo terá a melhor Páscoa dos últimos cinco anos, com uma movimentação de R$ 2,2 bilhões e a geração de 10,6 mil empregos temporárias. A expectativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que divulgou hoje (20) as estimativas em relação à Semana Santa deste ano, comparativamente à do ano passado, já descontada a inflação do período.

Varejo paulista volta a eliminar vagas formais em janeiro de 2018

Após seis meses de resultados positivos, o comércio varejista do Estado de São Paulo voltou a eliminar postos formais de trabalho. Em janeiro, foram extintas 17.874 vagas com carteira assinada, resultado de 67.692 admissões e 85.566 desligamentos. Dessa forma, o varejo paulista encerrou o mês com um estoque ativo de 2.071.335 vínculos celetistas, leve alta de 0,2% em relação a janeiro do ano passado.

Vendas no varejo crescem 0,9% em janeiro, mostra IBGE

Em janeiro de 2018, o volume de vendas do comércio varejista nacional cresceu 0,9% frente a dezembro de 2017, na série com ajuste sazonal, compensando o recuo de dezembro (-0,5%), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Vendas no varejo aceleram 5,8% em fevereiro

O movimento de vendas do varejo paulistano cresceu 5,8% em fevereiro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2017. As vendas a prazo cresceram 7,5% e as vendas à vista 4% neste período. Fevereiro foi o décimo mês consecutivo de recuperação no comércio da capital e o melhor fevereiro desde 2014, quando a alta no movimento havia sido de 8,6%. 

Assinar este feed RSS