País registra superávit de US$ 27,13 bi no primeiro semestre

A queda do preço de várias commodities (bens primários com cotação internacional) exportadas e o leve crescimento das importações fizeram o saldo da balança comercial diminuir no primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano passado. Mesmo assim, foi o terceiro melhor da história para o primeiro semestre, de US$ 27,13 bilhões, só perdendo para os seis primeiros meses de 2018 (US$ 30,02 bilhões) e de 2017 (US$ 36,21 bilhões). O superávit é 9,6% inferior ao do mesmo período do ano passado.

Saldo da balança comercial de maio foi de US$ 6,3 bilhões

O saldo da balança comercial de maio foi de US$ 6,3 bilhões, o que levou a um superávit acumulado no ano de US$ 22,1 bilhões, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em valor as exportações cresceram 10% e as importações 12,9%, na comparação entre os meses de maio de 2018 e 2019. Na comparação do acumulado do ano até maio entre 2018 e 2019, as exportações recuaram em 0,9% e as importações cresceram 1,8%, o que explica o menor superávit acumulado em 2019 em comparação com 2018 (US$ 24,2 bilhões).

Balança comercial tem superávit de R$ 6,061 bilhões em abril

A queda das importações fez a balança comercial registrar o segundo melhor resultado da história para meses de abril. No mês passado, o país exportou US$ 6,061 bilhões a mais do que importou em março, alta de 2,3% em relação ao resultado positivo de US$ 5,922 bilhões de abril de 2018.

Balança comercial registra superávit de US$ 2,326 bilhões

Na primeira semana de abril de 2019, com 5 dias úteis, a balança comercial registrou superávit de US$ 2,326 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 5,557 bilhões e importações de US$ 3,231 bilhões, segundo dados do Ministério da economia, indústria, comércio exterior e serviços. No ano, as exportações somam US$ 58,211 bilhões e as importações, US$ 45,370 bilhões, com saldo positivo de US$ 12,841 bilhões.

Balança comercial apresenta superávit de 3,673 bi em fevereiro

A balança comercial - diferença entre exportações e importações - fechou fevereiro com o segundo maior saldo positivo para o mês desde o início da série histórica, em 1989. No mês passado, o país vendeu US$ 3,673 bilhões a mais do que comprou do exterior, de acordo com a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

Guerra comercial e alguns riscos para a balança comercial

No Informe ICOMEX de janeiro de 2019 chama a atenção o efeito das operações com as plataformas de petróleo no saldo da balança comercial, o que se repetiu em janeiro de 2019, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). O saldo da balança foi de US$ 2,2 bilhões, mas, se retirarmos as plataformas de petróleo das exportações e das importações, o saldo passa para US$ 3 bilhões. 

  • Publicado em Economia

Balança comercial da Alemanha apresenta superávit em dezembro

O Destatis anunciou nesta sexta-feira, 08, que a balança comercial da Alemanha apontou superávit de € 19,4 bilhões em dezembro de 2018, contra € 18,9 bilhões apontados no mês anterior (dado revisado). O indicador veio acima da estimativa dos analistas, que esperavam superávit de € 18,4 bilhões.

(Redação – Investimentos e Notícias)

Assinar este feed RSS