FMI eleva previsão de crescimento da Alemanha

O Fundo Monetário Internacional elevou, nesta segunda-feira, a previsão de crescimento para a Alemanha, descartando as preocupações relativas à desaceleração da principal economia da zona do euro.

 

PIB dos EUA contrai 2,9% no 1º trimestre

A economia dos Estados Unidos encolheu 2,9% no primeiro trimestre de 2014, muito mais do que o esperado, e marcando a maior queda no PIB em cinco anos, de acordo com a estimativa revisada do Departamento de Comércio divulgada nesta quarta-feira, 25.

Atividade econômica recua em abril, revela Serasa Experian

Nesta quarta-feira, 18, a Serasa Experian anunciou que a atividade econômica Econômica (PIB Mensal) recuou 0,5% em abril de 2014 em comparação com o mesmo mês do ano passado (abril/13). De acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica, essa foi a primeira queda da atividade econômica numa comparação interanual, isto é, em relação a um mesmo mês do ano anterior desde outubro de 2009 (a última havia sido em setembro/2009 com recuo de 0,8% frente a setembro/2008).

Projeção do PIB 2014 recua, aponta Focus

Divulgado nesta segunda-feira, 16, pelo Banco Central (BC), o boletim Focus, apontou divergências na projeção dos analistas do mercado financeiro para o desempenho da economia brasileira em 2014 e 2015.                                  

Ibovespa registra pior pregão do mês com PIB e blue chips

O principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, encerra o pregão desta sexta-feira, 30, em queda neste que foi o pior pregão em um mês, puxado por PIB fraco do Brasil e blue chips. Com isso a bolsa registrou desvalorização de 1,91%, aos 51.239 pontos. O giro financeiro da bolsa marcou R$ 8.862 bilhões.

Operações de crédito do sistema financeiro crescem 0,6% em abril

O Banco Central informou hoje que as operações de crédito do sistema financeiro alcançaram R$2.777 bilhões em abril, com crescimentos de 0,6% no mês e 13,4% em doze meses, comparativamente a variações respectivas de 1% e 13,7% verificadas no mês anterior. A evolução mensal refletiu as elevações de 0,9% e 0,4% nos saldos destinados a famílias e empresas, que somaram R$1.294 bilhões e R$1.483 bilhões, nessa ordem. A relação crédito/PIB manteve o patamar de 55,9%, enquanto, em abril do ano anterior, situava-se em 54,1%.

Assinar este feed RSS