Ouro alcança maior cotação em seis anos e vira grande opção para investidores

  •  
Ouro alcança maior cotação em seis anos e vira grande opção para investidores Foto: Divulgação Ouro alcança maior cotação em seis anos e vira grande opção para investidores

Na última sexta (21) a cotação da onça do ouro ultrapassou os US$ 1.400, valor que não era alcançado desde 2013. Este ano o metal vinha enfrentando flutuações até que no início do mês de junho ele começou a se beneficiar de uma alta. Considerando a perspectiva, o ouro tem se tornado uma boa opção para investidores.

Os primeiros fatores que fizeram o metal dourado subir foram as especulações de corte de taxas de juros pelo Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos. Este corte, que é aposta no mercado, faria com a rentabilidade do Tesouro tivesse queda e o dólar enfraquecesse.

Mais recentemente, a tensão política entre os Estados Unidos e Irã ajudou ainda mais o cenário. O país árabe abateu um drone americano e, depois de quase realizar uma retaliação militar no país, o presidente Donald Trump anunciou sanções econômicas. A tensão entre os dois países deve seguir até que uma resolução seja negociada.

“Nos momentos de crises a nível mundial, principalmente quando afeta duas nações do porte de Irã e Estados Unidos, entre as commodities que apresentam altas está o petróleo e o ouro. No caso do segundo, ele é uma reserva de valor durável que não está sujeita às mesmas flutuações inflacionárias do papel-moeda e nem das grandes oscilações do mercado de ações”, explica o diretor de câmbio da Ourominas, Mauriciano Cavalcante.

O especialista pontua que o ouro também é um ativo financeiro aceito internacionalmente e tem liquidez garantida. A alta do ouro pode continuar em julho e o mercado financeiro já prevê que o metal pode chegar a cotação de US$ 1.700 a onça.

(Redação - Investimentos e Notícias)