BRF registra lucro líquido de R$ 1,2 bilhão em 2019

  •  
BRF registra lucro líquido de R$ 1,2 bilhão em 2019 Foto: Divulgação BRF registra lucro líquido de R$ 1,2 bilhão em 2019

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, divulgou nesta terça-feira (03) que registrou lucro líquido das operações continuadas de R$ 1,2 bilhão no ano de 2019. A retomada do desempenho positivo é resultado do aperfeiçoamento e estabilidade da gestão Companhia, que reforçou o valor de suas marcas, fortaleceu sua capacidade operacional, investiu no lançamento de novos produtos e executou com disciplina o plano de desinvestimento e o planejamento estratégico concebidos em 2018.

“Os resultados evidenciam a execução consistente de nossa estratégia, colocando a BRF em um novo patamar. Estamos retomando os padrões de uma organização de alto desempenho com um time de alta performance, preparando a Companhia para o futuro. Antecipamos a redução da alavancagem líquida e superamos os níveis históricos de margem. A BRF sai de um prejuízo de R$ 2,1 bilhões em 2018 para um lucro líquido de R$1,2 bilhão nas operações continuadas em 2019”, avalia Lorival Luz, CEO da BRF.

A receita líquida da empresa totalizou R$33,4 bilhões em 2019, um crescimento de 10,8% frente ao ano anterior, alcançando uma margem bruta de 24,1%, o que representa uma ampliação de 8 pontos percentuais em relação a 2018. Com isso, o EBITDA Ajustado alcançou R$5,3 bilhões e a margem EBITDA Ajustada, que mede a eficiência operacional da Companhia, atingiu 15,9%, um avanço de 7,7 pontos percentuais quando comparado ao ano anterior.

Além disso, a BRF apresentou geração de caixa operacional de R$ 4,7 bilhões e investimentos totais de R$1,9 bilhões em 2019. Desse modo, a geração de caixa livre totalizou R$ 2,9 bilhões, reduzindo o endividamento líquido em R$ 2,3 bilhões, totalizando R$ 13,3 bilhões. Consequentemente, a alavancagem líquida, medida pela razão entre a dívida líquida e o EBITDA Ajustado dos últimos 12 meses, atingiu o patamar de 2,50x, uma redução relevante quando comparado a 5,12x reportado em 2018.

No Brasil, a BRF alcançou sucesso na estratégia de recuperação da rentabilidade, resultado do aperfeiçoamento da execução comercial, aumento da eficiência logística, otimização do mix de produtos, rentabilização dos canais de venda e investimentos em marcas e inovação. Com isso, a Companhia atingiu o patamar de 24,5% de margem bruta no último ano, um aumento de 4,2 pontos percentuais em comparação com ano anterior, o melhor nível desse indicador desde 2017.

Neste cenário, a BRF manteve a liderança com 43,2% de market share no mercado brasileiro no 4T19 e ampliou a preferência do consumidor. De acordo com o Instituto Kantar, a Companhia atingiu 41,8% de preferência de marca no universo de alimentos, o que representa um crescimento de 3,9 pontos percentuais sobre o primeiro semestre de 2019.

Já o segmento internacional da BRF apresentou o melhor resultado nos últimos cinco anos, reportando um EBITDA Ajustado de R$ 2,3 bilhões, com um crescimento de 158,5% em relação ao ano anterior. Gerando uma receita líquida de R$ 14,9 bilhões em 2019, o Segmento alcançou margem bruta de 24,1%, um avanço de 8,3 pontos percentuais em relação a 2018. No mercado Halal, a empresa recuperou as margens e avançou em importantes pilares estratégicos, inclusive com o anúncio da construção de uma planta de industrializados na Arábia Saudita. Nos outros mercados internacionais, além da maior demanda asiática por proteínas, a Companhia trabalhou fortemente para estabelecer acessos a novos mercados, obtendo 25 novas habilitações para 11 países diferentes.

Com cerca de 237 mil clientes atendidos somente no Brasil, 14 mil fornecedores e 10 mil produtores integrados, a Companhia encerrou o ano presente em cerca de 140 países e com mais de 90 mil colaboradores no mundo.

(Redação - Investimentos e Notícias)