Ebitda do Grupo Tereos fica em € 420 milhões

  •  
Ebitda do Grupo Tereos fica em € 420 milhões Foto: Divulgação

O Comitê Executivo da Tereos apresentou as demonstrações financeiras do Grupo para o exercício encerrado em 31 de março de 2020 ao Conselho de Administração na terça-feira, 2 de junho de 2020.

 

A empresa, segundo maior grupo de açúcar do mundo, com 4,475 milhões de toneladas de açúcar produzido (fonte F.O. Licht), informou que todas as atividades do Grupo estão crescendo: Açúcar: + 4%; Amido (volumes processados): + 4% a 4,1 milhões de toneladas; Álcool: + 7% a 1,6 Mm3.

O fluxo de caixa registrou € 234 milhões, aumento de 43%, enquanto o lucro líquido ficou em +€ 24 milhões. O EBITDA do Grupo foi para € 420 milhões, aumento de 53%. Os resultados operacionais tiveram alta em todas as atividades. Os 53% do EBITDA foi gerado pela divisão Açúcar Internacional (€ 222 milhões, + 32%), 23% pela atividade histórica Açúcar Europa (€ 95 milhões, + 157%) e 22% pela divisão de Amido e Adoçantes (€ 93 milhões, + 7%).

O programa de transformação Ambitions 2022 gerou € 75 milhões até o momento (Açúcar Europa: € 33 milhões, Açúcar Internacional: € 26 milhões, Amido e Adoçantes: € 16 milhões), incluindo € 60 milhões neste exercício.

• Açúcar Europa: forte recuperação nos resultados do segundo semestre. A boa dinâmica comercial (crescimento de 27% da participação da Tereos no mercado de açúcar na Europa desde o final das cotas) e agrícola (crescimento de 22% nas áreas de beterraba na França desde o final das cotas) permitiram tirar proveito da recuperação de € 58 no mercado de açúcar europeu, no segundo semestre. As áreas de beterraba da Tereos aumentarão 4% na Europa na safra 2020/21. A Tereos processa agora 50% das beterrabas na França.

• Açúcar Internacional: aumento do EBITDA de 32% (+ 36% a taxa de câmbio constante), suportado pelo crescimento de 8% nos volumes de cana-de-açúcar e de 16% nas vendas de bioenergia no Brasil, assim como pela recuperação dos preços mundiais do açúcar no final do ano. O volume de cana para a safra 2020/21, que começou em março, deve aumentar novamente em mais de 6%.

• Amido e Adoçantes: aumento de 7% no EBITDA, suportado pelos bons resultados do plano de transformação da atividade na Europa e pelo crescimento de nossos resultados na Indonésia. Na Europa, isso permitiu aumentar seu faturamento em 2%, apesar de um mercado difícil para adoçantes (queda de preços em linha com açúcar e queda de volume). A proteína de trigo representa mais de 10% das vendas da divisão. Na Indonésia, a Tereos se tornou líder de mercado em amidos. A Tereos Indonésia registra um crescimento de 15% no volume de negócios do EBITDA (€ 8 milhões).

(Redação - Investimentos e Notícias)