Lucro líquido da AES Tietê recua 44,0% no 1T15

  •  
Lucro líquido da AES Tietê recua 44,0% no 1T15 (Foto:Divulgação) Lucro líquido da AES Tietê recua 44,0% no 1T15

A receita operacional líquida da AES Tietê totalizou R$ 690,0 milhões no primeiro trimestre de 2015 (1T15), montante 8,8% inferior ao registrado no 1T14. Esse desempenho reflete principalmente o menor volume e preço de energia vendida no mercado spot, parcialmente compensado pelo maior volume de energia vendida para a AES Eletropaulo.

A Companhia apurou no 1T15 um lucro líquido de R$ 200,3 milhões, resultado 44,0% inferior ao obtido no 1T14 (R$ 357,9 milhões). Contudo, registrou Ebitda de 392,0 milhões no 1T15 ante um Ebitda do ano anterior de R$ 593,5 milhões.

No 1T15, a Companhia comercializou 9 MWm ao preço e prazo médios de R$ 200/MWh10 e 3,0 anos, respectivamente. O portfólio atual da Companhia totaliza 1.034 MWm de energia própria vendida para entrega em 2016, ou 83% da energia assegurada líquida, 918 MWm para entrega em 2017 (74%), 585 MWm para entrega em 2018 (47%), 301MWm para entrega em 2019 (24%) e 138MWm para entrega em 2020 (11%).

O resultado financeiro líquido registrado pela Companhia no 1T15 foi uma despesa de R$ 44,0 milhões, comparado a uma despesa de R$ 10,4 milhões registrados no 1T14. A variação se deve, sobretudo, pelo aumento do saldo da dívida líquida e incremento dos encargos financeiros da Companhia face ao aumento do CDI médio do período (12,13% no 1T15 ante 10,30% no 1T14).

Por fim, os investimentos da AES Tietê somaram R$ 30,3 milhões no 1T15, valor 18,7% abaixo do montante investido no 1T14. Desse total, R$ 24,9 milhões foram destinados à modernização e manutenção preventiva das usinas, com destaque para Água Vermelha (R$ 17,8 milhões), Bariri (R$ 1,5 milhão), Barra Bonita (R$ 1,1 milhão) e Limoeiro (R$ 0,9 milhões), e R$ 4,4 milhões referentes a juros capitalizados, decorrente da base de ativos imobilizados em andamento, considerando o plano de manutenção e modernização das usinas em 2015.

(Redação – Agência IN)