Receita líquida da Suzano cai 33% em um ano

  •  
Receita líquida da Suzano cai 33% em um ano Foto: Divulgação

A Suzano S.A.(B3: SUZB3 NYSE: SUZ), empresa produtora de celulose e papel, anunciou hoje, 1º, os resultados consolidados do 3º trimestre de 2019 (3T19).

Os dados nos períodos de comparação de 2018 (3T18, 9M18 e UDM6) consideram a soma simples ou média ponderada, quando aplicável, de Suzano + Fibria.

De acordo com a empresa, houve redução de aproximadamente 450 mil ton nos estoques de celulose. As vendas de celulose ficaram em 2.549 mil ton, aumento de 15% vs. 2T19.

Já as vendas de papel somaram 313 mil ton, aumento de 4% vs. 2T19. Enquanto o EBITDA Ajustado e a geração de caixa operacional somaram R$ 2,4 bilhões e R$ 1,5 bilhão, respectivamente.

Ainda de acordo com a empresa, o EBITDA Ajustado/ton de celulose ficou em R$ 857/ton (-34% vs. 2T19).

O EBITDA Ajustado/ton de papel registrou R$ 1.229/ton (+3% vs.2T19).

De acordo com a companhia, o preço médio líquido de celulose - mercado externo registrou US$ 526/t (-17% vs. 2T19). Enquanto o preço médio líquido de papel somou R$ 4.024/ton (estável vs. 2T19).

O custo de caixa de celulose fechou em R$ 717/ton, sendo R$ 654/ton sem efeitos de paradas. As sinergias em evolução conforme target 2019: (40% em dez/19).

A receita líquida da Suzano caiu 33% na comparação anual, para R$ 6,6 bilhões, diante do volume de vendas menor no trimestre e do preço mais baixo da celulose. A produção de fibra da companhia caiu 24%, para 2,1 milhões de toneladas, enquanto as vendas recuaram 12%, a 2,55 milhões de toneladas — frente ao segundo trimestre.

A companhia apresentou um prejuízo líquido consolidado de R$ 3,46 bilhões no terceiro trimestre, comparável a lucro consolidado de R$ 1,02 bilhão um ano antes (o resultado atribuído aos acionistas controladores no terceiro trimestre de 2018 foi negativo em R$ 107,6 milhões).

A Suzano informou ainda que decidiu descontinuar a projeção de volume de produção de celulose de mercado referente a 2019, devido às condições do mercado.

(Redação - Investimentos e Notícias)