Vale anuncia lucro líquido de US$ 5,5 bilhões em 2017

  •  
Vale anuncia lucro líquido de US$ 5,5 bilhões em 2017 (Foto: Divulgação) Vale anuncia lucro líquido de US$ 5,5 bilhões em 2017

A Vale anunciou nesta quarta-feira, 28, que o seu EBITDA ajustado foi de US$ 15,338 bilhões em 2017, ficando 28% acima de 2016, apesar do impacto negativo da apreciação do Real (8,4%) e dos maiores preços de bunker (45%), principalmente em função de maiores preços realizados e prêmios.

O EBITDA trimestral ajustado foi de US$ 4,109 bilhões, tendo ficado em linha com o 3T17, apesar da redução de US$ 5,3/t no Platts IODEX, como resultado de maiores preços de Metais Básicos e Carvão, maiores volumes de vendas de Minerais Ferrosos e menores custos de Metais Básicos.

"Nosso desempenho em 2017 mostra uma geração de caixa excepcional e uma redução significativa da dívida líquida devido à melhor realização de preços, disciplina rigorosa na alocação e melhora marginal nos resultados dos ativos de níquel e cobre", disse Fabio Schvartsman, CEO da Vale. Ele concluiu que "2017 foi o ano de inflexão para a Vale. 

O fluxo de caixa livre foi de US$ 8,604 bilhões em 2017, o maior nível desde 2011, permitindo uma redução de US$ 6,899 bilhões da dívida líquida, que totalizou US$ 18,143 bilhões em 31 de dezembro de 2017.

O fluxo de caixa livre trimestral aumentou consideravelmente em relação ao 3T17, totalizando US$ 2,744 bilhões no 4T17. Isso permitiu uma redução significativa da dívida líquida de US$ 2,923 bilhões no trimestre. 

"O sólido resultado operacional e a conclusão do Programa de Desinvestimento aceleraram a redução da dívida líquida. Os US$ 18,1 bilhões de dívida líquida no 4T17 equivalem a uma dívida líquida pró-forma de US$ 14,4 bilhões, considerando a entrada em caixa de US$ 3,7 bilhões da conclusão da venda dos ativos de Fertilizantes para a Mosaic em janeiro e do Project Finance do Corredor de Nacala a serem recebidos no curto prazo", destacou o CFO da Vale, Luciano Siani Pires.

Além disso, os investimentos alcançaram seu menor nível desde 2005, totalizando US$ 3,848 bilhões em 2017, o que representou uma redução de US$ 1,342 bilhão em comparação com 2016, devido, principalmente, à conclusão do projeto de mina e usina do S11D. É esperado que tais investimentos permaneçam neste nível nos próximos anos.

Com isso, o lucro líquido de US$ 5,5 bilhões obtido em 2017, foi US$ 1,5 bilhão superior ao de 2016.

Por fim, a Vale distribuirá R$ 4,7 bilhões (US$ 1,5 bilhão) em dividendos sob forma de juros sobre capital próprio. O Conselho de Administração da Vale aprovou a distribuição de R$ 2,2 bilhões em dezembro de 2017 e R$ 2,5 bilhões em fevereiro de 2018, ambos a serem pagos em março de 2018. Este valor equivale ao pagamento mínimo estabelecido pelo Estatuto da Vale. 

A decisão de pagar o mínimo requerido reflete uma cautelosa e disciplinada abordagem da Vale, até que a companhia receba os recursos da venda dos ativos e da geração de caixa das operações. A nova política de dividendos está sendo discutida e será aprovada até o final de março.

(Redação – Investimentos e Notícias)