Vendas no varejo têm queda de 0,6% no mês de março

Em março de 2021, o volume de vendas do comércio varejista nacional caiu 0,6%, frente a fevereiro, na série com ajuste sazonal, após alta de 0,5% em fevereiro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média móvel trimestral recuou 0,1%, 1,9 p.p. acima do trimestre encerrado em fevereiro (-2,0%). Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista teve alta de 2,4% frente a março de 2020, acumulando no ano um recuo de 0,6%. Já o acumulado nos últimos 12 meses foi 0,7%, mantendo crescimento desde outubro de 2017 (0,3%).

Varejo projeta avanço nos próximos meses

O varejo deve sinalizar melhora nos próximos meses, após período de queda devido a pandemia. Dados da Projeção de Vendas, do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), revelam avanço de 33,19% para abril e 16,49% para maio, quando comparados ao mesmo período do ano anterior.

Vendas no varejo apresentam crescimento de 0,6% em fevereiro

Em fevereiro de 2021, o volume de vendas do comércio varejista nacional cresceu 0,6%, frente a janeiro, na série com ajuste sazonal, após variação de -0,2% em janeiro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média móvel trimestral recuou 2,0%, 0,1 p.p. acima do trimestre encerrado em janeiro (-2,1%). Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista teve queda de 3,8% frente a janeiro de 2020, acumulando no ano um recuo de 2,1%. Já o acumulado nos últimos 12 meses foi de 0,4%, mantendo redução de ritmo pelo quarto mês seguido. Em janeiro, esse indicador era 1,0%.

Vendas no varejo variam -0,2% em janeiro

Em janeiro de 2021, o comércio varejista nacional teve teve variação de -0,2%, frente a dezembro, na série com ajuste sazonal, após o recuo de 6,2% em dezembro de 2020, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média móvel trimestral ficou em -2,2%. Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista variou -0,3% frente a janeiro de 2020, primeira taxa negativa após sete meses consecutivos de altas. O acumulado nos últimos 12 meses ficou em 1,0%, próximo ao de dezembro (1,2%).

Varejo paulista termina 2020 com alta de 3% no seu faturamento

Os desempenhos positivos das lojas de materiais para construção e dos supermercados, além do benefício do auxílio emergencial, pago pelo governo federal entre abril e dezembro, foram determinantes para que o varejo paulista terminasse o ano de 2020 com alta de 3% no seu faturamento em comparação com o ano anterior, como mostra agora a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Vendas no varejo aumentaram em 2020, mostra IBGE

Em dezembro de 2020, o volume de vendas do comércio varejista caiu 6,1% frente a novembro, na série com ajuste sazonal, após ter variado -0,1% em novembro, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média móvel trimestral foi de -1,8%.

  • Publicado em Economia

Vendas no varejo variam -0,1% em novembro

Em novembro de 2020, o comércio varejista nacional ficou próximo à estabilidade (-0,1%) frente a outubro, na série com ajuste sazonal, após seis taxas positivas consecutivas, período que o varejo acumulou ganho de 32,2%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média móvel trimestral foi de 0,4% no trimestre encerrado em novembro. Na série sem ajuste sazonal, houve aumento de 3,4% em novembro de 2020 frente a novembro de 2019, ante 8,4% em outubro de 2020, sexta taxa positiva consecutiva.

  • Publicado em Economia
Assinar este feed RSS