Fundos têm captação líquida positiva de R$ 38,3 bilhões

  •  
Fundos têm captação líquida positiva de R$ 38,3 bilhões Foto: Divulgação.

Os fundos de investimento tiveram captação líquida positiva de R$ 38,3 bilhões entre os dias 1º e 26 de fevereiro, segundo dados da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). Esse número é a diferença entre os R$ 653,5 bilhões de aportes e R$ 615,1 bilhões de resgates no período.

Entre os dias 22 e 26 de fevereiro, a indústria teve resgates líquidos de R$ 18,7 bilhões. O resultado foi influenciado pelos fundos de renda fixa com saídas líquidas de R$ 23,4 bilhões. Parte desse montante (R$ 9 bilhões) foi um saque de um único fundo e o restante pulverizado entre os investidores. Os FIDCs também tiveram resgates líquidos de R$ 4,1 bilhões, reflexo de movimento concentrado com retiradas de R$ 4,4 bilhões de um fundo específico.

As demais classes fecharam a semana no positivo: multimercados (R$ 4,9 bilhões, com dois aportes concentrados no total de R$ 4,4 bilhões), ações (R$ 2,9 bilhões, com movimento concentrado de R$ 1,5 bilhão), ETFs (R$ 484,2 milhões), previdência (R$ 421,1 milhões), cambiais (R$ 112,8 milhões) e FIPs (R$ 56,9 milhões).

Desde 1º de janeiro, a indústria acumula captação líquida positiva de R$ 34,3 bilhões e patrimônio líquido de R$ 6,1 trilhões.

(Redação - Investimentos e Notícias)