Gafisa retoma crescimento em 2020

  •  
Gafisa retoma crescimento em 2020 (Foto: Divulgação) Gafisa retoma crescimento em 2020

A receita liquida da Gafisa atingiu o valor de R$ 579,9milhões no quarto trimestre de 2020, um aumento de mais de 290,0% quando comparado ao 3T20, resultado do aumento das vendas e andamento das obras no período. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de quase 400,0%. Em 2020, a receita líquida totalizou R$ 884,0 milhões, 120,8% superior ao valor registrado em 2019.

O lucro bruto ajustado da Gafisa no quarto trimestre foi de R$ 168,0 milhões, que se compara aos R$ 36,6 milhões reportados no 3T20 e a R$ 44,2 milhões no 4T19. A margem bruta ajustada no trimestre foi de 29,0%, representando um aumento de 4,4p.p na comparação trimestral, em função do início do reconhecimento dos projetos da “safra” da nova gestão, que tem margens melhores do que alguns dos projetos mais antigos, de gestões anteriores. Na comparação anual também é possível observar crescimento: o total de lucro bruto ajustado em 2020 chegou a R$ 260,9 milhões, valor 76,1% superior ao registrado em 2019.

No quarto trimestre, o EBITDA ajustado registrou R$ 128,6 milhões, um aumento de 1.523,6% quando comparado aos R$ 7,9 milhões reportados no trimestre anterior. Em relação a 4T19, o resultado apresentou uma redução de 16,5%. Em termos anuais, o EBITDA ajustado chegou a R$ 147,4 milhões, valor 31,1% inferior ao registrado em 2019.

O resultado financeiro líquido totalizou R$ 34,2 milhões negativos no 4T20 que se compara aos R$ 28,0 milhões negativos do trimestre anterior –um aumento de 21,9%. Já em termos anuais, o aumento em relação a 2019 foi de 22,4%, com um resultado financeiro líquido negativo da ordem de R$ 73,0 milhões em 2020.

O lucro líquido ajustado recorrente no 4T20 atingiu R$ 29,0 milhões, que se compara ao prejuízo líquido de R$ 29,2 milhões registrados no 3T20 e prejuízo de R$ 22,6 milhões registrado no 4T19. Considerando números anuais, o prejuízo líquido ajustado recorrente de 2020 foi de R$ 18,1 milhões, 51,8% menor quando comparado ao prejuízo registrado no ano de 2019.O lucro líquido do 4T20 começa a refletir a nova safra de empreendimentos, com projetos diferenciados e margens mais robustas.

No quarto trimestre de 2020, houve o retorno dos lançamentos da Gafisa no Rio de Janeiro em alto estilo com o icônico Cyano Exclusive Residences, cujo VGV total é de R$ 560,8 milhões. Com todas as unidades de frente para o mar, o empreendimento está localizado na região mais nobre da orla da Barra, trazendo exclusividade e um inovador conceito de mansões suspensas. Além disso, o lançamento da última fase do Parque Ecoville, em Curitiba com VGV de R$ 66,4 milhões - juntos os dois lançamentos somam o VGV de R$ 627,2 milhões. Considerando os lançamentos desse trimestre, o número total de 2020 foi de cinco empreendimentos, compreendendo 215 unidades e VGV total de R$ 898,2 milhões.

As vendas brutas do quarto trimestre registraram R$ 292,9 milhões, o que representa um aumento de 103,6% em relação ao trimestre anterior, e 301,5% quando comparado com o mesmo trimestre de 2019. Este aumento reflete não apenas a retomada dos lançamentos da Gafisa com empreendimentos diferenciados, mas também o contínuo fortalecimento da força de vendas. Um importante indicativo deste quesito é constatar que, durante o auge da pandemia no 2T20, a Companhia obteve vendas ligeiramente superiores ao 1T20, mesmo sem novos lançamentos naquele trimestre. Considerando números anuais, a Companhia registrou vendas brutas no montante de R$ 516,9 milhões, número 77,0% maior quando comparado a 2019. O crescimento pode ser explicado pela retomada dos lançamentos, que haviam sido descontinuados a partir do 1T19. Os distratos incorridos no mesmo período somam R$ 21,0 milhões, valor 19,8% menor quando comparado ao 3T20, e 60,3% inferior quando comparados números anuais (4T19). É preciso destacar que as vendas brutas apresentaram melhor performance tanto na comparação trimestral quanto na comparação anual, e que os distratos tiveram reduções relevantes considerando os dois períodos. No acumulado do ano, os distratos somaram R$78,9 milhões, valor 18,1% menor que em 2019, de R$96,4 milhões.

Por fim, as vendas líquidas atingiram R$ 271,9 milhões no 4T20 e R$ 438,0 no acumulado de 2020.

(Redação- Investimentos e Notícias)