Lucro da Gerdau recua 51,3% no 1T20

  •  
Lucro da Gerdau recua 51,3% no 1T20 (Foto: Divulgação) Lucro da Gerdau recua 51,3% no 1T20

Nesta quarta-feira, 06, a Gerdau anunciou que teve uma queda de 51,3% no resultado do lucro líquido do primeiro trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo os R$ 221 milhões.

O lucro bruto e a margem bruta apresentaram redução em função da queda na receita líquida ter sido mais relevante que nos custos das vendas. 

De acordo com a Companhia, a Covid-19 impactou o desempenho das ONs, a partir da segunda quinzena de março, no que tange à produção e entrega de aço. Importante destacar que a Companhia priorizou o atendimento aos clientes nos diferentes níveis de demanda observados, mesmo com as paradas de produção realizadas.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado recuou 24,5%, para R$ 1,177 bilhão. O EBITDA ajustado e a margem EBITDA ajustada acompanharam a queda no lucro bruto, onde o custo por tonelada vendida apresentou alta de 6% contra uma alta de 2% na receita líquida por tonelada vendida. O principal impacto no custo por tonelada vendida foi uma menor diluição de custo fixo, uma vez que a taxa de utilização de capacidade do aço passou de 67% no 1T19 para 63% no 1T20.

Por outro lado, a receita líquida somou R$ 9,228 bilhões, queda de 8% ano a ano, enquanto os custos das vendas recuaram apenas 4,4%, para 8,372 bilhões de reais. Segundo a Companhia, a menor receita líquida e os menores custos das vendas consolidados no 1T20, comparados tanto em relação ao 4T19 quanto ao 1T19, devem-se aos menores volumes vendidos.

Produção e Vendas

No 1T20, em relação ao 4T19, a produção de aço bruto teve aumento em razão da retomada das operações que estavam paralisadas no final do ano. Ao comparar com o 1T19, a produção de aço bruto apresentou queda acompanhando, principalmente, as menores exportações da ON Brasil. 

As vendas de aço no 1T20 apresentaram redução tanto em relação ao 4T19 quanto ao 1T19, em função do menor volume vendido em todas as operações de negócio, com exceção para a ON América do Norte, que registrou aumento nos volumes de vendas.

Dividendos

Na Gerdau S.A., o Conselho de Administração optou por não antecipar o pagamento dos dividendos referentes ao 1T20, em virtude das incertezas provenientes dos efeitos daCovid-19 no resultado do exercício de 2020, alinhada com as demais iniciativas de liquidez. Reiteramos que a política de dividendos da Companhia permanece em 30% do lucro líquido ajustado para o exercício, sendo facultativa a sua antecipação.

(Redação – Investimentos e Notícias)