Captação líquida da poupança fica negativa no dia 22 de janeiro de 2021

  •  
Captação líquida da poupança fica negativa no dia 22 de janeiro de 2021 Foto: Divulgação Captação líquida da poupança fica negativa no dia 22 de janeiro de 2021

De acordo com os dados do Banco Central (BC), no dia 22 de janeiro de 2021 as retiradas na poupança superaram os depósitos, pelo décimo dia seguido. As retiradas somaram R$ 10,210 bilhões e os depósitos R$ 8,949 bilhões. A captação líquida ficou negativa em R$ 1,261 bilhões.

Em janeiro, até o momento, os depósitos totalizam R$ 186,309 bilhões, as retiradas em R$ 204,402 bilhões e a captação líquida negativa em R$ 18,093 bilhões. Os rendimentos creditados somam R$ 1,378 bilhão.

Em 2020, os investidores depositaram R$ 166,31 bilhões a mais do que retiraram da aplicação. O resultado é o maior já registrado para um ano desde o início da série histórica, em 1995. Em 2019, a captação líquida tinha ficado em R$ 13,33 bilhões.

Em dezembro, os brasileiros depositaram R$ 20,61 bilhões a mais do que sacaram da poupança. O valor é recorde para o mês desde o início da série histórica. No mês, os depósitos totalizaram R$ 339,896 bilhões e as retiradas R$ 319,294 bilhões. E os rendimentos creditados somaram R$ 1,630 bilhão.

(Redação - Investimentos e Notícias)